Skip to content

Warning: implode() [function.implode]: Invalid arguments passed in /home/aemaringa/public_html/modules/mod_ja_header/mod_ja_header.php on line 64
Início / Novidades / Artigos / Previna-se para manter sua recuperação
Previna-se para manter sua recuperação PDF Imprimir E-mail
Dom, 16 de Maio de 2010 19:52
O primeiro passo você já deu: ficou abstinente das drogas. Você já percebeu que é possível ficar abstinente. Agora vai encarar a fase mais complexa de todo o processo de recuperação: a manutenção da sobriedade.

Em todos os tratamentos para dependência química, ensina-se a base principal para manter sua abstinência: evitar pessoas e lugares de risco. Lembre-se de que a responsabilidade pela recuperação é sua. Você deve freqüentar grupos, ou algum tratamento ambulatorial, ou fazer terapia para poder se autoconhecer, conhecer suas necessidades, trabalhar suas emoções, crenças e valores distorcidos.

A chave da manutenção do novo comportamento é o autocontrole.

O que pode expor à recaída?
Segundo Marlatt*, os três  fatores que mais contribuem para uma recaída são:

1. Estados emocionais negativos: frustração, raiva, ansiedade, depressão ou tédio. As emoções imobilizam tudo. Se você estiver equilibrado emocionalmente, será capaz de confrontar qualquer desafio e sair-se vitorioso.

2. Conflito interpessoal: problemas relacionados ao casamento, amizade, família, trabalho.

3. Pressão social: influência de outra pessoa ou grupo para que o indivíduo participe do comportamento.


Aprenda a evitar riscos desnecessários. Por exemplo, quando for “obrigado” a ir a uma festa, por motivo social, treine antes para ser assertivo, isto é, para dizer NÃO, sem agressividade, mostrando ao outro que deve respeitar sua nova escolha. Assim, você evita ser passivo às influências do meio ambiente. Tenha em mente que você escolheu um novo estilo de vida e priorize isto. 

Atente para seus pensamentos e percepções distorcidas dos riscos de recaída: racionalizações “vou fazer um teste de controle, verificar se posso usar só um pouquinho”; desculpas; “só um cigarrinho”; “devo a mim um momento de prazer”- que, infelizmente, acabam te levando ao consumo exagerado; voltando a velhos hábitos arraigados.

Quando você é assertivo diante  de uma situação de alto risco, no combate à pressão social, você diminui o  risco de recaída e  aumenta sua autoeficácia; seu autocontrole. Quanto mais você treina suas habilidades de enfrentamento, mais autocontrole e autoeficãcia adquire para manter-se abstinente e em recuperação.

Nesse processo, você constrói sua autoestima e vai percebendo que, se você quer, você pode, você consegue e você merece o melhor.


Em situações de risco, o que fazer?
Pare, olhe e escute (recolha-se em um lugar tranqüilo e entenda o que está acontecendo)

Mantenha a calma . Permaneça firme em seus propósitos de recuperação, não ceda aos
pensamentos de uso, fique no controle).

Renove seu comprometimento (as razões pelas quais você decidiu mudar). Lembre-se     dos benefícios a obter a longo prazo. Reflita de maneira otimista seus sucessos passados.

Reveja a situação que o levou ao escorregão (sem culpas). Que eventos o levaram ao escorregão, algum sinal? Outras pessoas? Que sentimentos/pensamentos?

Saia, faça uma caminhada, cante uma música, telefone para um amigo que o apóie.

Feche os olhos, respire fundo, relaxe e imagine-se em um lugar maravilhoso, o sol aquecendo-o de forma muito agradável, ou a brisa refrescando-o, envolvendo-o completamente.

Faça exercícios físicos, drene sua energia excessiva. Faça algo de bom para você, uma boa ação, orar ou rezar.

Peça ajuda aos amigos ou para seu terapeuta


Anete L.Blefari – www.aneteblefari.psicoterapeutas.com.br



 

amor exigente

amor exigente

Programa Amor Exigente

amor exigente

Sexta-Feira, às 19h
TV 3º Milênio
Canal 31 UHF; Canal 23 NET

12 Princípios

amor exigente