Skip to content

Warning: implode() [function.implode]: Invalid arguments passed in /home/aemaringa/public_html/modules/mod_ja_header/mod_ja_header.php on line 64
Início / Amor Exigente / História
Histórico PDF Imprimir E-mail

Amor Exigente nos Estados Unidos


Segundo Drummond e Drummond Filho (2002), o Amor Exigente teve sua origem através de um casal americano em 1960 que estava enfrentando problemas com as três filhas, por seu comportamento rebelde e uso de drogas. Este casal já teria buscado inclusive ajuda junto à alguns profissionais, mas nada tinha contribuído para melhora.

Cada vez que eram confrontados com fatos que se agravavam a cada dia, o casal percebia o descontrole e a irresponsabilidade de suas filhas; sentiam-se culpados por aquela situação ainda mais que alguns profissionais e autoridades de alguma formar os culpavam, mas não havia alguém para contribuir para que o problema fosse de fato resolvido.

O casal americano, foi percebendo que havia outros pais com problemas semelhantes, não era, portanto, exclusividade de sua família este drama, tanto que os pais dos amigos de suas filhas, compreendendo que o a problemática não seria localizada, se dispuseram a colaborar.

Segundo Drummond e Drummond Filho (2002) buscar no indivíduo ou na família a causa dos problemas é uma maneira simplista de tratá-lo; descobrir os motivos não traria mudanças, pois não podemos alterar o passado. As mudanças seriam provocadas pelo estabelecimento de limites entre o aceitável e o inaceitável. Saber dos motivos nada iria mudar. Já que o problema se aumentava além das fronteiras do indivíduo e da família, era necessário buscar nesse substrato e em sua cultura, a solução para ele.

A partir deste contexto começaram a se reunir com outros pais que também tinham o mesmo problema com seus filhos. Estas reuniões aconteciam uma vez por semana, para juntos discutirem suas dificuldades, colocarem normas e limites, para seus filhos.

O objetivo dessas reuniões era trazer tona o problema que estava escondido na família, de forma que pudesse ser encarado por todos: tios, primos, avós assim todos poderia colaborar com estratégias na mudança do comportamento daquele membro da família, com problema de rebeldia ou drogas.

Este movimento que estava sendo liderado por David e Phyllis York, o casal americano, juntamente com profissionais tais como: psicólogos, psiquiatras e assistentes sociais, depois de muitas discussões de como estavam sendo educados os filhos, questionaram-se de quais seriam os papéis de cada um neste processo e quais os pais deveriam desempenhá-los, isto fez com que obrigassem os mesmos a reavaliar como estavam educando seus filhos. No fim de uma longa auto-avaliação, deparam com novas questões, novas concepções, que, reunidas constituíram hoje a base de todo o programa do Amor Exigente.

Somente após ter acompanhado muitas e muitas famílias e vivenciado inúmeros problemas relacionados com drogas e também programas de reabilitação do usuário de droga, o casal sentiu a necessidade de estabelecer com segurança linhas filosóficas a serem adotadas pelo futuro movimento. Resumiram toda a filosofia naquilo que denominaram os dez princípios.

Esses princípios são: os problemas familiares têm raízes na cultura, substrato do qual se nutrem; os pais também são humanos; os recursos materiais e emocionais dos pais são limitados; pais e filhos não são iguais; a acusação mantém os pais no desamparo; o comportamento dos filhos, afeta os pais, o comportamento dos pais afeta os filhos; a tomada de atitude precipita a crise; de uma crise bem-controlada advém uma mudança positiva; a fim de que possa melhorar, as famílias precisam dar e receber apoio em sua comunidade; a essência da vida em família é a cooperação entre seus membros, não a intimidade entre os membros.

Após, resultados positivos alcançados pela nova metodologia de trabalho em grupo de apoio, a proposta do Amor Exigente se expandiu mundialmente, chegando ao Brasil, como será apresentado.


Amor Exigente no Brasil

O grupo de apoio Amor Exigente, surgiu no Brasil na década de 80, pela iniciativa do Padre Haroldo J. Rahm, SJ, que desde sua chegada ao país em 1964, se dedicou ao atendimento às pessoas dependentes de substância psicoativa, iniciando suas atividades em Campinas – São Paulo, com à fundação de uma comunidade terapêutica.

Na década de 80, Padre Haroldo, como é carinhosamente tratado, após obter informações sobre a metodologia desenvolvida nos Estados Unidos para atendimento às famílias com dependência química, teve em suas mãos um livro chamado Tough Love, onde tinha todo o conteúdo a cerca do trabalho que estava sendo desenvolvido com familiares de dependentes químicos. Padre Haroldo, mesmo antes de terminar de ler o livro, como seu entusiasmo era grande com os resultados, que imediatamente buscou traduzi-lo para o português, adaptando sua metodologia a realidade brasileira, dessa forma se deu o lançando oficialmente do Grupo de Apoio Amor Exigente, adquirindo uma organização própria, com adesão de familiares e pessoas interessadas no tema.

Em 1987, Mara Silva Carvalho de Menezes, uma das líderes do Amor Exigente, adaptou os dez princípios Americano, acrescentou mais dois sendo eles: Exigência ou Disciplina e Amor, a partir destes doze princípios então, apresentou essas regras para a organização da família. De lá para cá, o movimento cresceu e espalhou-se por pelo país afora. Atualmente, milhares de voluntários, estão a serviço do Amor Exigente, que é resultado de uma caminhada persistente de muitos que acreditam no Amor Exigente.

O AE é uma proposta comportamental, destinadas a pais, orientadores, educadores e familiares em geral como forma de prevenir e solucionar problemas com os alunos, filhos, entes queridos. É um grupo de apoio e ajuda mútua, os pais, professores e familiares são encorajados a agir ao invés de só falar, desencorajados de usar a violência ou agressividade; levados a construir a cooperação familiar e comunitária.

Entretanto, a maiorias das pessoas que procuram o AE são pais e familiares ou na busca de apoio, porque já têm problemas e/ou querem trabalhar por sua comunidade. A família e a escola e a sociedade devem ter a oportunidade de conhecer o Amor Exigente.

A Missão do AE é ser um programa de proteção social, que apóia e facilita as mudanças comportamentais na família e na sociedade, visando à prevenção e qualidade de vida e ser referência segura para as pessoas que buscam melhorar os relacionamentos familiares e sociais.



 

12 Princípios

amor exigente